A política brasileira virou piada de extremo mau gosto. “Pela fé dos brasileiros”. Foi assim que o vice-líder do governo na Câmara dos Deputados, Darcísio Perondi (PMDB-RS), justificou o voto pelo arquivamento da denúncia contra o presidente Michel Temer nesta quinta-feira (13), momentos após a base aliada conquistar uma vitória expressiva a favor do peemedebista. Ter fé é um pedido difícil no atual momento brasileiro, principalmente vindo do mundo político.

Apenas na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) da Câmara durante esta semana, foram diversos os momentos em que era impossível ter fé. Os líderes partidários promoveram um troca-troca de membros para garantir a rejeição do relatório e a aprovação de uma segunda versão, que exime o presidente Temer de responder pela denúncia da Procuradoria-Geral da República. Coube ao icônico deputado Paulo Maluf dar o tom do que viria a seguir: disse que Temer é “homem correto, decente e honesto”.

No Judiciário, foram notícias em série que provocam questionamento no mais ardoroso crente. O ex-ministro Geddel Vieira Lima teve a prisão preventiva convertida em domiciliar, por um desembargador que, inclusive, determinou a “liberdade” dele, mesmo que não haja tornozeleira eletrônica disponível. Enquanto isso, o Ministério Público Federal do Distrito Federal (MPF-DF) pediu um novo mandado de prisão preventiva, acrescendo o depoimento de Lúcio Funaro em que Geddel aparece recebendo malas de dinheiro em Salvador.

Sem novas provas, o novo pedido do MPF-DF foi negado e o político baiano aguarda a prisão domiciliar, ao mesmo tempo em que a defesa dele, como esperado, segue alegando a mesma inocência que Maluf defende em Temer. Sob a mesma lógica dos homens corretos, decentes e honestos, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva também arvorou tal posicionamento ao rebater a condenação por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, imputada a ele pelo juiz Sérgio Moro. Sem provas, de acordo com o petista e todo e qualquer simpatizante instado a falar sobre o tema. Talvez Darcísio Perondi realmente esteja certo: só com muita fé para acreditar em tantos homens santos. 

por Fernando Duarte

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

TPL_tt_MAIN_PAGE TPL_tt_CONTACTS TPL_tt_SEARCH