Um menino de 11 anos foi diagnosticado com cegueira devido a uma restrição alimentar. Ele sofria de eczema e múltiplas alergias, o que levou à dieta bastante restritiva. "Ele basicamente se alimentava de batata, porco, cordeiro, maçã, pepino e cereal matinal", afirmaram médicos em artigo publicado nesta semana.

Segundo o site UOL, o adolescente sofreu durante oito meses com piora progressiva na visão, cegueira noturna, olho seco e sensibilidade à luz. Após ser levado no hospital, profissionais descobriram deficiência de vitamina A. Nenhum dos alimentos presentes na alimentação do menino era rico dessa substância, muito importante para a visão.

Os médicos então administraram três superdoses de vitamina A e, após seis semanas, a visão do garoto melhorou um pouco e a secura desapareceu. No entanto, ele ainda é considerado cego e talvez nunca seja curado.
"A perda da visão associada à deficiência de vitamina A pode ser reversível; entretanto, em casos com atrofia ocular, como aconteceu com esse paciente, o grau de cegueira costuma ser permanente", informaram os médicos.

Por Bahia Notícias

TPL_tt_MAIN_PAGE TPL_tt_CONTACTS TPL_tt_SEARCH