Um casal acusado de 30 assassinatos e de atos de canibalismo cometidos ao longo dos últimos 20 anos foi preso na Rússia nesta segunda-feira (25). Um celular encontrado na rua e entregue a polícia contribuiu para a prisão.

O aparelho continha fotos de uma pessoa posando ao lado dos membros decepados de uma mulher. Os oficiais rastrearam o responsável pelas imagens e prenderam Dmitry Baksheev, de 35 anos, e sua esposa, Natalia, no dormitório da academia militar da cidade. Um balde ensanguentado foi encontrado no local.

Por Bahia Notícias

TPL_tt_MAIN_PAGE TPL_tt_CONTACTS TPL_tt_SEARCH