Geddel Vieira Lima (PMDB) está cada vez mais enrolado com a Justiça. Segundo a revista Veja, o doleiro Lúcio Funaro entregou à Polícia Federal registros de pelo menos doze ligações do ex-ministro para sua esposa, Raquel Pitta. De acordo com Funaro, Geddel tentou sondá-lo para saber se ele queria fazer delação premiada.

As ligações foram feitas via WhatsApp – mais difícil de ser grampeada. Os registros são dos dias 17 de maio e 1º de junho deste ano. O número que aparece nas ligações é efetivamente o do ex-ministro do governo Michel Temer. Na agenda, ele estava registrado como “Carainho”. A defesa de Geddel rechaçou “a prática de qualquer ilicitude” do ex-ministro.

“É importante ser ressaltado que, desde que se viu injustamente enredado em procedimentos de apuração instaurados em seu desfavor, o senhor Geddel Vieira Lima colocou-se à disposição de todas as autoridades constituídas, comparecendo espontaneamente para prestar declarações, inclusive com deslocamentos para a capital federal, disponibilizando os seus sigilos bancário e fiscal, não criando qualquer óbice para o prosseguimento das investigações”, diz a defesa.

Fonte: Bahia Notícias

TPL_tt_MAIN_PAGE TPL_tt_CONTACTS TPL_tt_SEARCH